Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

16
Jun 13

foto: A&M ART and Photos

 

Pediário silêncio das mãos tuas canções de adormecer

olham-se na madrugada

inventam na parede do amor um espelho

com flores amarelas em vultos cansaços

e mar adentro como ferrugem encalhada nas drageias do amanhecer...

dormem e dançam nas sombras submersas do prazer.

 

(não revisto)

@Francisco Luís Fontinha

publicado por Francisco Luís Fontinha às 14:08

09
Jul 11

São precisos mil braços

Para erguer o meu corpo do chão

E apenas dois abraços

Alimentam o meu coração,

 

Dois beijos para caminhar

E um sorriso para viver

Uma boca para eu beijar

E um corpo para escrever,

 

Mãos para me acariciar

Quando a noite desce da montanha fria e escura

E o rio não corre para o mar,

 

São precisos mil braços

E muita ternura

Para cessar os meus cansaços.

publicado por Francisco Luís Fontinha às 19:30

Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO