Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cachimbo de Água

MENU

O cigano marreco

Francisco Luís Fontinha 15 Set 11

As tiras de sábado

Nos farrapos de pano,

Os botões de domingo

Nas mãos de um cigano,

 

Uma esmola à porta da igreja

E um sorriso pendurado no pescoço,

E se não me engano

Um cigano dentro de um poço,

 

Vende as meias e vende as sandálias,

As tiras de sábado engasgadas na feira,

E o cigano marreco

Aos tiros na eira,

 

Só cinco euros baratinho,

Tudo a cinco euros menino,

As tiras de sábado nos botões de domingo…

E na igreja toca o sino,

 

O cigano marreco faleceu

Enfartou-se nos panos em farrapinhos,

Vem a ASAE à feira

E os ciganos voam como passarinhos…

Sobre o autor

foto do autor

Feedback