Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

25
Abr 12

Há um pilar de saudade

na sapata do meu peito

há uma viga de desejo

que poisa no pilar

que vive dentro do meu peito

 

há um pilar de saudade

que abraça a noite

e olha as estrelas

 

uma laje aligeirada

sobre o pilar da saudade

à procura da madrugada

 

há um pilar de saudade

na sapata do meu peito

há uma estrutura cansada

perdida na cidade

e sem jeito.

publicado por Francisco Luís Fontinha às 02:00

27
Mar 11

Sou uma estrutura construída em aço

Alicerçada na noite

Quando das estrelas acordam silêncios

E o meu braço

 

Se esconde na neblina

Oiço os espinhos da rosa

Que ferem a minha mão

E a minha mão afundada na prosa

 

E a minha mão construída em aço

Resistente à madrugada

Sólida quando vem a tempestade

Sou uma estrutura muito bem calculada

 

Sorridente à imtemperie

Ninguém, ninguém conseguirá derrubar.

Sou feito em aço e sei chorar

E de aço também posso vergar

 

Sou uma estrutura construída em aço

Alicerçada na noite

Filho das nuvens…

Sou uma estrutura… perdida no cansaço.

 

 

 

FLRF

27 de Março de 2011

Alijó

publicado por Francisco Luís Fontinha às 21:59

Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14
15

17
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO