Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cachimbo de Água

MENU

Gladíolos de papel

Francisco Luís Fontinha 28 Jun 14

Já não há pássaros azuis,

deixaram de existir corações para amar,

já não há palavras de escrever,

aquelas que se escreviam num corpo transatlântico e com olhos de chover,

não há, morreram os gladíolos de papel,

morreram os beijos com odor a mar...

já não há cidades clandestinas,

vestidas de meninas, mimadas, amadas... meninas... com lábios de mel.

 

 

Francisco Luís Fontinha – Alijó

Sábado, 28 de Junho de 2014

Sobre o autor

foto do autor

Feedback