Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cachimbo de Água

MENU

Ausência do invisível

Francisco Luís Fontinha 18 Jan 15

Absorvo o tesão intelectual,

tenho nas palavras o orgasmo da insignificância,

os momentos perdidos nos teus braços...

não me esperes hoje, meu amor,

sinto a maré do teu sémen voando entre personagens invisíveis...

e equações matemáticas,

apaixonadas,

pois claro,

e ainda,

o prometido automóvel do sorteio da TV,

e no entanto, sofres,

com a minha ausência.

 

 

Francisco Luís Fontinha

Sábado, 17 de Janeiro de 2015

Sobre o autor

foto do autor

Feedback