Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cachimbo de Água

MENU

Entre paredes

Francisco Luís Fontinha 2 Abr 15

O sono

Do soalheiro destino da palavra

O inferno

E a cabana

No vulcão do silêncio

Procuro

E perco-me nas tristes luzes da cidade

Amar-te se existes

E só se ama quem existe?

Ou o amor é inexistente…

Procuro

Nos teus seios

 

A delapidada canção do desejo

Sinto

Nas pálpebras

O cheiro do teu corpo

O “tesão de papel” mergulhado na inocência

Das coisas

Dos coisos

A manhã imerge nas tuas coxas de assalariada

A esplanada

Vazia

Com livros

E poesia

 

E lágrimas

(crocodilo)

O amante da insónia

Sentado na cabeceira do adeus

Aceno-lhe

E penso

Não regresses mais

Meu amor

As canónicas carícias

Do calendário “Gregoriano”

As plantas solidificadas no beijo da mediocridade…

Não tenho imagens

 

Desenhos

Ou pontes de cansaço

O transversal esforço

Na cama

Em gemidos

Meu amor

Não

Não regressava mais

Sabia-o

Como sei que hoje são dois de Abril de dois mil e quinzes…

E mesmo assim

Desprezei-a

 

Como sempre o fiz

Entre paredes

A simbólica melodia

Nas calças do amanhecer

Amanhã

Não

Meu amor

Sabia-o

Sempre

Sabia-o

Como sempre o fiz

Entre paredes…

 

Francisco Luís Fontinha – Alijó

Quinta-feira, 2 de Abril de 2015

A diarreia das palavras

Francisco Luís Fontinha 20 Mai 11

As pessoas gostam de ler coisas simples

Coisas que não lhes puxem muito pela cabeça

Literatura não

Não livros na mesa-de-cabeceira

 

As pessoas gostam de frases simples

Poucas palavras

Nada que lhes ponha a cabecinha em funcionamento

E… e escrevo no meu blog…

 

Hoje estou com diarreia…

- Coitadinho

Diz outro

- As melhoras

 

Não literatura não

Não coisas com trabalho

Complicadas

- Ele hoje com diarreia

 

Leiam o jornal a bola

Leiam a revista Maria

Mas quem manda no blog sou eu

E escrevo o que me apetecer…

 

Não gostam?

Mudem de endereço

Leiam as diarreias dos outros…

Mas deixem-me em paz

 

Porque eu escrevo palavras

- Bem-vindos à diarreia das palavras.

 

 

Luís Fontinha

20 de Maio de 2011

Alijó

Sobre o autor

foto do autor

Feedback