Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cachimbo de Água

MENU

Mosca impertinente

Francisco Luís Fontinha 11 Set 11

Uma coisinha tão pequena

Que me faz irritar

Poisa na cama

Saltita no ar

É leve como uma pena

E voa sem parar,

 

Uma coisinha tão pequena

Que me faz irritar

Senta-se-me no braço

Para o sangue chupar,

 

Mosca impertinente

E por favor… preciso de descansar

Adormecer

E sonhar,

Uma coisinha tão pequena

Que me faz irritar

Poisa na cama

Saltita no ar,

 

E fico com pena

Desta mosca solitária,

Passeia-se entre mim e a secretária…

E que coisa tão pequena,

 

E que coisa tão ordinária!

Sobre o autor

foto do autor

Feedback