Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cachimbo de Água

MENU

Há-de haver uma cidade

Francisco Luís Fontinha 16 Jul 11

Há-de haver uma cidade

Numa rua inventada

Uma mulher desejada

Numa cama deitada

Há-de haver uma cidade

Numa rua empedrada,

 

Há-de haver uma cidade

Nos seios da mulher deitada

Há-de haver uma cidade

Nas coxas da mulher amada,

 

Há-de haver uma cidade

Numa rua cansada

Onde poisa a mulher ensonada

Do néon a gaivota evaporada

Há-de haver uma cidade

Numa rua inventada,

 

Há-de haver uma cidade

Em cada mulher apaixonada

Com ruas de verdade

E sorrisos na madrugada,

 

Há-de haver uma cidade

Numa rua inventada

Com barcos na alvorada

E silêncios de nada

Há-de haver uma cidade

Em ti mulher desejada.

Sobre o autor

foto do autor

Feedback