Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

12
Ago 13

foto de: A&M ART and Photos

 

Entre nua e as Quatro Estações de Vivaldi
O corpo balança no Dó Ré Mi
Algo de estranho de passa no Fá
Desisto quanto oiço o Sol
E ela nua
À espera do Lá…
Abre-se a janela em Si
E o corpo
Balança o corpo como um piano suspenso no tecto da alvorada
Desce sobre ela o amanhecer
Nua
Nua sem o saber…

Não percebo nada de música
Melodias
Poesia ou
Ficção vagabunda…
Mas tu nua
Não
Não enquanto brotam os sons de Vivaldi
Na tua mão
Dos teus seios
Toda nua
Tu
Uma pauta com sabor a limão.


(não revisto)
@Francisco Luís Fontinha – Alijó

publicado por Francisco Luís Fontinha às 20:37

13
Jan 13

O sol só

guerreiro da paixão

dentro de quatro paredes em sofrimento

o sol só

só à espera das delícias de um coração

que traz o vento

 

 

o vai e vem das coisas amargas

tuas sílabas em imagens parvas

 

 

o sol

e a lua

nua

 

só entre quatro paredes de aço inoxidável

o destino meu

meu querido menino

sem as luzes das estrelas do céu

como um ferrugento barco saudável

afável

nas palavras e nas nádegas mergulhadas em sal e versos cansados

gemem os corpos amados

o sol e o vai e vem das coisas amargas

tuas sílabas em imagens parvas

nua a lua tua

 

 

o sol

e a lua

nua

 

o sol só

em pedaços de xisto com manteiga e mel

eu e o desgraçado papel

onde escrevo palavras

amargas

que saboreio em ré e em dó...

 

sol

 

o vai e vem das coisas amargas

tuas sílabas em imagens parvas.

 

(não revisto)

@Francisco Luís Fontinha

Alijó

publicado por Francisco Luís Fontinha às 22:58

Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO