Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

08
Nov 11

Sei que hoje é sábado

Porque vi-te ontem poisado sobre a estante dos livros

(Nunca Mais é Sábado – Antologia de Poesia Moçambicana)

E como foi ontem que te vi Hoje certamente é sábado

E sabes

Não me interessa o dia da semana do mês ou do ano

Nem tão pouco que não tenho trabalho

 

Sei que hoje é sábado

E o meu desejo é simples

Que deixes de ter dores e que cessem as lágrimas do teu rosto

Sei que hoje é sábado

E sabes

Com dinheiro ou sem dinheiro vai-se vivendo

 

E ninguém morre por ser miserável

E ninguém morre porque hoje é sábado

Porque amanhã certamente voltará a ser sábado

E será sempre sábado enquanto ficares poisado na estante dos livros

Até que um dia eu me chateie e te queime numa fogueira…

E terminarão os sábados e terminarão as tuas dores e cessarão as tuas lágrimas

 

Sei que hoje é sábado

Porque vi-te ontem poisado sobre a estante dos livros

(Nunca Mais é Sábado – Antologia de Poesia Moçambicana)

E como foi ontem que te vi Hoje certamente é sábado

E sim

Hoje é sábado

Hoje é sábado porque não ouvi os homens do lixo…

 

Hoje é sábado

E sim

Hoje é sábado porque estavas ontem sobre a estante dos livros

E olhavas-me

E olhavas-me

E nem me avisaste que hoje era sábado… seu maroto.

publicado por Francisco Luís Fontinha às 18:53

Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14
15

17
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

Sei que hoje é sábado

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO