Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

05
Nov 13

foto de: A&M ART and Photos

 

imagino-te sentado sobre a minha mão

e sinto as tuas adormecidas palavras nos meus olhos verdejantes

oiço-te sussurrar-me as migalhas ínfimas dos desejos prometidos

como se o meu corpo ainda existisse para ti

a tua falta em mim

parece um transatlântico paquete vergado pela vadia arquitectura do sono

imagino-te em sombras de espuma

como um sonâmbulo esqueleto procurando fotografias de ontem

imagino-te sentado sobre os meus seios de pálpebra encalhada nos rochedos das lágrimas

vejo o cascalho cintilante da insónia dor nos clandestinos orvalhos

e tu voas sobre os cinzentos veleiros com asas de papel

submersos no cansaço da madrugada

 

sinto a tua falta

e percebo que nunca mais terei os teus beijos

e as tuas acariciadas mãos de andorinha sideral

imagino-te dentro de um espelho esperando a minha mão

e o cheiro do meu corpo...

serei eu a tua fechadura a onde te acorrentaste quando das tempestades de areia?

sinto

sinto a tua falta quando as manhãs se tornam enormes

quando os beijos ficam inacessíveis

e os pássaros loucos como as tuas palavras nas montras da cidade

imagino-te

imagino-te sentado em mim

 

esperando a abertura da janela da semana passada

imagino-te impregnado no livro de mármore em lápides de paixão

oiço-te

e quero-te

como te quis

como te ouvia

sentado em mim

semeando lenços de seda sobre os socalcos adormecidos do xisto pergaminho

imagino-te em mim

quando tu pertences aos Deuses andaimes das saudades invisíveis

amar-te-ei eternamente como acontece com as lâmpadas nocturnas do sexo?

despeço-me de ti... imagino-me em ti perdidamente só como uma lagarta solitária

 

 

(não revisto)

@Francisco Luís Fontinha – Alijó

Terça-feira, 5 de Novembro de 2013

publicado por Francisco Luís Fontinha às 23:03

Julho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

a tua falta em mim

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO