Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cachimbo de Água

MENU

Os teus olhos de literatura

Francisco Luís Fontinha 11 Mar 11

É nos teus olhos de literatura

Que dou vida a uma personagem fantasma,

Ainda não tem nome,

E não sei se é homem ou mulher,

 

Mas sei que nos teus olhos

Escrevo textos ao fim da tarde,

E no teu sorriso

Colo as sílabas que sobejam…

 

Estás linda!

É nos teus olhos de literatura

Que sacio a minha fome,

E quando me deito

 

Fecho-os com a minha mão

Como se fossem pergaminhos antiquíssimos,

Tu, sorris para mim,

Eu contemplo os teus olhos de literatura

 

À medida que escondo o meu corpo

Nos lençóis em silêncio…

Lá fora lágrimas de saudade

Invadem o meu jardim,

 

Porque tu, com os teus olhos de literatura

Amacias as cores que me atormentam na escuridão,

E da janela as chamas do desejo

Chamam-nos; a mim e aos teus olhos de literatura.

 

 

Luís Fontinha

11 de Março de 2011

Sobre o autor

foto do autor

Feedback