Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cachimbo de Água

MENU

Sete

Francisco Luís Fontinha 26 Jul 11

Sete dias sem comer

E sete noites sem dormir

Sete horas me restam para viver

Depois de sete dias a fugir,

 

Sete janelas viradas ao mar

Onde poisam sete barcos doentes

Sete nuvens a chorar

Em sete estrelas cadentes,

 

Sete rosas no meu jardim

Com sete pétalas de mimosa

Sete cravos dentro de mim

 

Em sete tardes a olhar videiras

Sete cachos de uva gostosa

Nas mãos de sete feiticeiras.

Sobre o autor

foto do autor

Feedback