Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cachimbo de Água

MENU

Vindimadeiras do Douro

Francisco Luís Fontinha 12 Set 11

O Douro em socalcos

Quando acorda a manhã,

 

Descem as nuvens e poisam nas videiras,

E as vindimadeiras

Apressadas,

E as vindimadeiras

Cansadas,

 

O Douro em socalcos

Quando acorda a manhã,

 

Pássaros a voar

E as vindimadeiras a cantar

Cantigas de antigamente,

O rio em curvas direito ao mar,

E a vindimadeira do Douro contente,

 

Às vezes chega a casa e leva pancada,

O marido ausente

Com bebedeira e cabeça trastornada…

E a vindimadeira do Douro sente

 

Que não é amada

Nem acariciada,

O rio corre sem parar

E nos socalcos anda gente,

Gente que precisa de trabalhar.

Sobre o autor

foto do autor

Feedback