Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

12
Set 13

Foto de: A&M ART and Photos

(se o vinho é Grimalde... só ela o sabe)

 

bebo-te quando mergulhas nas doces gotículas do orvalho

silencio-me nas tuas mãos híbridas

e húmidas entre fantasmas e canções de amor

amo-te nas pétalas clandestinas dos olhos azuis

que os teus dedos deixam adormecer no meu rosto cinzento

e triste porque pareço um relógio de pulso perdido na algibeira da poesia

bebo-te sabendo que és uma flor emagrecida dentro do espelho da saudade

parecida com as gaivotas dos rios nocturnos que a insónia semeia no teu peito de areia

amo-te como amo as palavras insignificantes

palavras dispersas voando debaixo dos arciprestes nas lareiras da paixão

bebo-te como se fosses o melhor vinho dos socalcos envenenados pela tristeza...

e tu pareces uma tela suspensa na parede do meu segredo

 

 

(não revisto)

@Francisco Luís Fontinha - Alijó

Quinta-feira, 12 de Setembro de 2013

publicado por Francisco Luís Fontinha às 22:46

Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
14
15

17
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO