Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

23
Fev 15

Desenho_A1_054.jpg

(desenho de Francisco Luís Fontinha)

 

 

A morte dos esquissos preguiçosos e das palavras enamoradas,

o fogo do poema invadindo a biblioteca assombrada pelos cortinados vivos dos esqueletos de papel,

cá dentro, marés de solidão abraçam-se aos lápis e canetas abandonadas sobre a secretária,

os papeis parecem doentes, empilhados numa qualquer enfermaria...

esperam,

desesperam,

e acreditam que um dia vão ressuscitar...

mentira,

nunca o farei,

porque os papeis são para destruir

juntamente com o meu corpo de granito vagabundo,

um sem-abrigo, sem... e sem mundo...

 

 

Francisco Luís Fontinha – Alijó

Segunda-feira, 23 de Fevereiro de 2015

 

publicado por Francisco Luís Fontinha às 19:56

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Fevereiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO