Blog de Luís Fontinha. Nasceu em Luanda a 23/01/1966 e reside em Alijó - Portugal desde Setembro de 1971. Desenhador de construção civil, estudou Eng. Mecânica na ESTiG. Escreve, pinta, apaixonado por livros e cachimbos...

19
Mar 15

Viajo no teu olhar

disfarçado de flor

há nos teus lábios um jardim

com coração de pétala adormecida

uma criança brinca nos teus cabelos

baloiça na tua boca

sempre a sorrir

antes da minha despedida

viagem

ao fundo do poço da paixão

desço

despedida,

 

desço até encontrar o chão

lamacento

com odor a Primavera

a poesia é uma aldeia

sem palavras

sem livros

sem... sem casas

baloiça na tua boca

sempre a sorrir

a criança que existe em mim

mergulhada nos sonhos

quando o sono é uma prisão,

 

com grades de luar

e janelas de açúcar...

imagino o teu silêncio

quando te embrulhas no espelho da saudade...

saudade...

grades

janelas

uma aldeia

sem palavras

sem... sem... pessoas

e a criança invisível

grita... quando percebe a minha partida...

 

 

 

Francisco Luís Fontinha – Alijó

Quinta-feira, 19 de Março de 2015

publicado por Francisco Luís Fontinha às 20:37

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Março 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Posts mais comentados
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO